Economistas esperam alta de 1,65% no PIB e inflação no limite da meta

Os economistas consultados pelo Banco Central para o Boletim Focus desta semana ajustaram suas projeções para o crescimento do país e para a alta dos preços.

A previsão para o PIB (Produto Interno Bruto) subiu de 1,63% na semana passada para 1,65% nesta semana.

Já a expectativa de inflação teve ligeira queda, depois de sete altas consecutivas, e passou de 6,51% para 6,5%. O valor é o limite máximo da meta do governo.

A meta do governo é de manter a inflação em 4,5% ao ano, com tolerância de dois pontos percentuais para cima ou para baixo (ou seja, no intervalo entre 2,5% e 6,5%).

No último dado oficial disponível, o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) divulgou o IPCA-15, índice que é considerado uma prévia da inflação oficial, mostrando alta de 0,78% dos preços em abril.

A perspectiva para a Selic, a taxa básica de juros, foi mantida em 11,25%; assim como a projeção para a taxa de conversão do dólar, que ficou em R$ 2,45.

Expectativas para 2015
As previsões para 2015 foram mantidas: economistas continuam esperando inflação de 6%, taxa de juros de 12%; alta de 2% no PIB.

A projeção para o dólar sofreu uma leve variação, caindo de R$ 2,51 para R$ 2,50.

Entenda o que é o boletim Focus

Toda segunda-feira, o Banco Central (BC) divulga um relatório de mercado conhecido como Boletim Focus, trazendo as apostas dos economistas para os principais indicadores econômicos do país.

Mais de cem instituições são ouvidas e, excluindo os extremos, o BC calcula uma mediana das perspectivas do crescimento da economia (medido pelo Produto Interno Bruto, o PIB), perspectivas para a inflação e a taxa de câmbio, entre outros. Mediana apresenta o valor central de uma amostra de dados (desprezando os menores e os maiores valores).

Fonte: Uol


Mais Notícias

Rua Mato Grosso, 539, Sala 1202 | Barro Preto | Belo Horizonte | MG | 30.190-080 | 31 3295 3749 | 31 3055 3749 | Fixo Móvel 31 3295 5366 | contato@bhpublicacoes.com.br